Educação Para Todos

Educação Para Todos

Presos de São Paulo participam de exame para conclusão dos estudos.

Avaliação do Encceja para os privados de liberdade ocorrerá em outubro e serve para certificar jovens e adultos nos ensinos fundamental e médio.

Mais de 25 mil reclusos da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) do Estado de São Paulo terão a chance de concluir os estudos nos ensinos fundamental e médio por meio do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL).

Ao todo, 25.811 presos estão inscritos para a prova. Realizado pelo Instituto Nacional de Ensino e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Encceja PPL serve para certificar, de uma forma mais ágil, participantes que não puderam ou tiveram dificuldades em finalizar o ensino regular na idade apropriada para cada nível.

A finalização desta etapa escolar é uma porta de entrada para o ingresso dos reeducandos no ensino superior, em cursos profissionalizantes e em oportunidades de emprego ainda dentro do sistema prisional, mas, principalmente, quando em liberdade.

Provas

As provas irão ocorrer nos dias 13 e 14 de outubro. O primeiro dia será destinado aos internos que pretendem se formar no ensino fundamental e contará com tópicos de Línguas Portuguesa e Estrangeira Moderna, Ciências

Naturais, Matemática, Artes, Educação Física, História, Geografia e Redação.

Já no segundo dia, os candidatos à conclusão do ensino médio irão responder questões sobre Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias e Redação.

Certificação

Para obter o certificado, o participante deve atingir o mínimo de 100 pontos em cada uma das áreas de conhecimento e o mínimo de cinco pontos na prova de redação, adicionalmente à nota mínima das matérias de cada módulo.

Fonte: SAP

Livro Recomeçar:

o cárcere e a necessidade de se transformar no país imutável.

A Renova Eco Peças emprega entre outros profissionais, Douglas Oliveira, egresso do sistema penitenciário indicado pelo Instituto Recomeçar. 

konya escort konulu izle mobil porno esmer porno anal porno porno izle malatya escort porno izle erotik hikayeler porno hikaye Masini in arenda chisinau hairstyles chirie auto chisinau