Mulheres Reclusas

Mulheres reclusas recebem atenção preventiva ao HIV e câncer de mama

Ações foram oferecidas na Penitenciária Feminina Sant’Ana e no Centro de Progressão Penitenciária de São Miguel Paulista.

 

A saúde de reeducandas custodiadas em estabelecimentos penais da Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Metropolitana de São Paulo (Coremetro) tem sido foco de ações. Com a realização de testes rápidos e outros exames, em parceria com órgãos da área, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) tem visado o atendimento preventivo.

No Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de São Miguel Paulista, com apoio da Unidade Básica de Saúde (UBS) local, custodiadas realizaram testes rápidos de HIV. De acordo com a direção geral do CPP, os exames são sempre disponibilizados à população prisional e, em época de campanha, ganham uma abordagem intensificada.

“Ações como essa são de extrema importância, pois trabalham com a saúde preventiva e não apenas curativa. Outro fator importante é o estabelecimento de vínculo de confiança entre o paciente e a equipe de saúde da unidade prisional, possibilitando acompanhamento regular”, ressaltou a diretora Nívia Seravali.

Nos casos em que a testagem indica resultado positivo para o vírus, as reclusas são encaminhadas para triagem com infectologista do Centro Hospitalar do Sistema Penitenciário. Além do exame para detecção de HIV, também são ofertados no CPP testes de sífilis, Hepatites B e C e coleta de bacilocospia em caso de pacientes com suspeita de tuberculose.

Buscando diagnósticos seguros e prévios.

A parceria da SAP com a Secretaria da Justiça e Cidadania, tem permitido que mais de 400 reeducandas e 40 servidoras da Penitenciária Feminina Sant’Ana (PFS) passem por exames de mamografia.

A ação, que começou em julho deste ano, deverá assistir às reclusas até 2022 no Instituto de Câncer Arnaldo Vieira de Carvalho, a partir de iniciativa do Instituto de Medicina Social e de Criminologia de São Paulo (Imesc). O atendimento é oferecido às mulheres com mais de 40 anos.

Para a diretora de saúde da PFS, Regiane Alves, a medida é valiosa e “coroa todo o esforço empregado em prol de uma execução penal digna”. A reeducanda S.A.R, de 56 anos, já passou pelo atendimento e agradece pelo privilégio de ter recebido essa atenção. “Não tive essa oportunidade lá fora e, graças a Deus, consegui fazer o exame. Fui muito bem tratada e não tenho do que reclamar do atendimento”, reforçou.

Livro Recomeçar:

o cárcere e a necessidade de se transformar no país imutável.

A Renova Eco Peças emprega entre outros profissionais, Douglas Oliveira, egresso do sistema penitenciário indicado pelo Instituto Recomeçar. 

konya escort konulu izle mobil porno esmer porno anal porno porno izle malatya escort porno izle erotik hikayeler porno hikaye Masini in arenda chisinau hairstyles chirie auto chisinau